Desventuras em Série Wiki

Editando

O Hospital Hostil

1
  • A edição pôde ser desfeita. Por gentileza, verifique o comparativo a seguir para se certificar de que é isto que deseja fazer, salvando as alterações após ter terminado de revisá-las.
ver versão atual Seu texto
Linha 33: Linha 33:
 
Klaus e Sunny tentam atrasar o início da operação contando uma história da faca, quando Hal, esbaforido, entra no anfiteatro acusando-os de atear fogo na Biblioteca de Registros (que na verdade havia sido iniciado por Olaf, ou talvez, Esmé). Como se não bastasse, Esmé chega no Anfiteatro Cirúrgico junto com as verdadeiras mulheres de cara empoada e os delata.
 
Klaus e Sunny tentam atrasar o início da operação contando uma história da faca, quando Hal, esbaforido, entra no anfiteatro acusando-os de atear fogo na Biblioteca de Registros (que na verdade havia sido iniciado por Olaf, ou talvez, Esmé). Como se não bastasse, Esmé chega no Anfiteatro Cirúrgico junto com as verdadeiras mulheres de cara empoada e os delata.
   
Klaus e Sunny pegam a maca de Violet e ela acorda, e eles fogem. A [[Pessoa enorme e andrógina|pessoa de sexo indeterminado]] tentará pegá-los enquanto os Baudelaire fogem pelo hospital
+
Klaus e Sunny pegam a maca de Violet e ela acorda, e eles fogem. A [[Pessoa enorme e andrógina|pessoa de sexo indeterminado]] tentá pegá-los enquanto os Baudelaire fogem pelo hospital
   
 
As três crianças se escondem em outro ''closet'' que se parecia com o outro em que Klaus e Sunny estiveram. Violet usa uma lata vazia para falar pela janela, e toda a multidão que se aglomerava pelo jardim pensou que a voz viesse do interfone. Ela mandou todos se dirigirem até a metade inacabada do hospital, para desviar a atenção deles. A pessoa que não parece nem homem nem mulher chega até a porta do ''closet'' e começa a esmurrá-la, e os Baudelaire já começavam a sentir a fumaça entrando pelas frestas. Os Baudelaire usam uma corda confeccionada por Violet que utilizava muitos elásticos amarrados uns nos outros e saltam pela janela do ''closet'', do segundo andar do hospital.
 
As três crianças se escondem em outro ''closet'' que se parecia com o outro em que Klaus e Sunny estiveram. Violet usa uma lata vazia para falar pela janela, e toda a multidão que se aglomerava pelo jardim pensou que a voz viesse do interfone. Ela mandou todos se dirigirem até a metade inacabada do hospital, para desviar a atenção deles. A pessoa que não parece nem homem nem mulher chega até a porta do ''closet'' e começa a esmurrá-la, e os Baudelaire já começavam a sentir a fumaça entrando pelas frestas. Os Baudelaire usam uma corda confeccionada por Violet que utilizava muitos elásticos amarrados uns nos outros e saltam pela janela do ''closet'', do segundo andar do hospital.
Linha 39: Linha 39:
 
Os Baudelaire praticamente não conseguem ver mais nada por causa do fogo no hospital. Eles ouvem Olaf gritando para seus comparsas para colocarem os disfarces no porta-malas e entrar em seu carro. Antes que o porta-malas seja fechado, os Baudelaire se escondem lá dentro, escapando com Olaf, Esmé e os comparsas, exceto a pessoa de sexo indeterminado que foi queimada até a morte. Os Baudelaire conseguem respirar normalmente no porta-malas, pois há buracos de bala na lataria devido a alguma perseguição policial.
 
Os Baudelaire praticamente não conseguem ver mais nada por causa do fogo no hospital. Eles ouvem Olaf gritando para seus comparsas para colocarem os disfarces no porta-malas e entrar em seu carro. Antes que o porta-malas seja fechado, os Baudelaire se escondem lá dentro, escapando com Olaf, Esmé e os comparsas, exceto a pessoa de sexo indeterminado que foi queimada até a morte. Os Baudelaire conseguem respirar normalmente no porta-malas, pois há buracos de bala na lataria devido a alguma perseguição policial.
   
Há teorias que dizem que Lemony Snicket esteve no hospital no dia em que as crianças estavam lá, pois na lista de pacientes do hospital estava o nome ''Monty Kensicle'', que é um codinome para Lemony Snicket. 
+
Há teorias que dizem que Lemony Snicket esteve no hospital no dia em que as crianças estavam lá, pois na lista de pacientes do hospital estava o nome ''Monty Kensicle'', que é um codinome para Lemoy Snicket. 
   
 
Na lista de pacientes, além de Lemony, existem outros pacientes cujos seus nomes ultilizam codinomes: Lisa N. Lootnday- Alison Donalty (Designer das capas do livro.) Linda Rhaldeen- Daniel Handler, Eriq Bluthetts- Brett Helquist (Ilustrador do livro), Al Brisnow- Lisa Brown- Esposa do Daniel Handler, Carrie E. Abelabudite- Beatrice Baudelaire, Laura V. Bleediote- Violet Baudelaire, Ruth Dercroump- Rupert Murdoch (Dono da editora HarperCollins), Ned H. Rirger- Red Herring.
 
Na lista de pacientes, além de Lemony, existem outros pacientes cujos seus nomes ultilizam codinomes: Lisa N. Lootnday- Alison Donalty (Designer das capas do livro.) Linda Rhaldeen- Daniel Handler, Eriq Bluthetts- Brett Helquist (Ilustrador do livro), Al Brisnow- Lisa Brown- Esposa do Daniel Handler, Carrie E. Abelabudite- Beatrice Baudelaire, Laura V. Bleediote- Violet Baudelaire, Ruth Dercroump- Rupert Murdoch (Dono da editora HarperCollins), Ned H. Rirger- Red Herring.
  Carregando editor